Dr. Flávio Key Miura - Diretor Técnico Médico. CRM 75.675 | RQE 21.776

    Dor em joelho, quadril e ombro

    Tratamento minimamente invasivo

    Uma das dores mais incapacitantes e por que não dizer, decepcionantes, para o ser humano são as dores articulares. Joelho, ombro, quadril: dores nestes locais nos atrapalham a realização mesmo do mais trivial esforço físico. Este sentimento de incapacidade nos deixa decepcionados com nosso próprio corpo!

    Existem várias causas para as dores articulares, sendo que podemos dividi-las em duas grandes causas: reumáticas, degenerativas e traumáticas.

    A prática de esportes frequentemente causa danos articulares mesmo em pessoas jovens.


    As causas reumáticas incluem os mais diversos tipos de doenças inflamatórias que atacam as articulações. Na maior parte das vezes, o próprio organismo, por um motivo desconhecido, passa a produzir anticorpos contra suas próprias articulações.

    A articulação passa a ser vista como “inimiga" e o organismo reage para destruí-la. Dentre as doenças reumáticas mais comuns se incluem a artrite reumatóide e o lúpus.

    O tratamento destas doenças geralmente inclui o uso de corticóides e medicações imunossupressoras.

    As causas traumáticas estão relacionadas com os acidentes, causados pela vida diária ou pela prática de esportes. Nesta categoria se incluem as lesões musculares e as lesões de tendão principalmente. Frequentemente, devido à natureza mais dramática e imediata destas lesões, o tratamento necessita de uma cirurgia.
    Finalmente, talvez a causa mais comum de dor articular, está relacionada com a nossa própria natureza: o envelhecimento e o desgaste. Uma articulação serve justamente para conectar e articular dois ossos que estão próximos. Esta conexão entretanto, não é feita pela justaposição de uma superfície óssea contra outra superfície óssea, pois isto impediria o movimento eficaz da articulação. É preciso que outra superfície mais lisa se interponha entre os ossos, diminuindo o atrito: é a cartilagem. Com o passar do tempo, com os milhares de movimentos realizados pelas articulações ao longo da vida, é natural que a cartilagem se desgaste, sendo uma das características da chamada artrose (ou osteoartrose ou degeneração articular).
    Da mesma forma, as outras estruturas da articulação envelhecem e perdem sua eficiência: os ligamentos (ou tendões) e os meniscos do joelhos, por exemplo. Deve-se salientar que não apenas o envelhecimento, mas a prática esportiva frequentemente leva às mesmas lesões, sendo então frequente em pessoas jovens. Praticantes de corrida, ciclismo, tênis, esgrima frequentemente têm problemas articulares. Veja na imagem abaixo as diversas estruturas que podem ser lesadas numa articulação.

    Muscle = músculo, articular cartilagem = cartilagem articular, tendon = tendão, entesis = ponto de fixação do tendão no músculo, bursa = bursa (que se inflamada causa a bursite)

    Algumas profissões também são propensas ao desenvolvimento de lesões e dores articulares. Dentistas ficam recurvados e com os braços elevados inúmeras vezes na mesma posição, sendo comum nestes profissionais dores cervicais (por artrose das facetas articulares - veja o tratamento neste site em "rizotomia de facetas”) e de ombro (por artrose do ombro e tendinite do músculo supra-espinhoso)”.

    O tratamento pode ser muito variado, sendo frequentemente feito à base de anti-inflamatórios diversos (Profenid, Celebra, Meticorten), analgésicos (como o Tylex e o paracetamol), reposição de condroitina (Artrolive, Condroflex) e fisioterapia. Nos casos mais avançados ou com dor muito importante, é frequente a substituição da articulação por uma prótese.

    Bem, mas o assunto que queremos tratar aqui é a DOR. Nas três situações, à despeito do tratamento realizado, a dor articular pode ser o grande incapacitante para uma vida normal.
    Algumas situações podem se desenvolver. Sua dor pode não mais estar sendo controlada com o uso de medicações ou você está começando a ter efeitos colaterais como lesão nos rins ou problemas no estômago. Ou então depois de muitos anos, finalmente seu médico indicou uma cirurgia para o seu caso, como a colocação de uma prótese.

    Entretanto, em muitas situações, você não pode (por problemas cardíacos, idade avançada, problemas com diabetes, etc) ou mesmo não quer ser operado, mas mesmo assim, quer se ver livre da dor.
    Muitas pessoas também fazem o tratamento adequado com analgésicos, anti-inflamatórios, reposição de condroitina e fazem inúmeras seções de fisioterapia, sem entretanto apresentarem uma melhora significativa ou consistente (duradoura) da dor.
    Nestas situações específicas, existe um tratamento minimamente invasivo que pode tratar de sua dor articular em joelhos, ombro ou quadril. Esta forma de tratamento se baseia na aplicação de radiofrequência nos nervos da articulação, bloqueando a sensação dolorosa.
    É como se fizéssemos uma anestesia de longa duração na articulação. Nada fica no seu corpo ao final do procedimento (não há nenhum tipo de implante) e não é preciso fazer nenhum tipo de corte ou receber pontos.

    • Como é feito este procedimento? +

      São colocadas agulhas sobre pontos específicos da articulação onde se localizam os nervos. Por dentro da agulha é então colocado um eletródio que por sua vez é conectado a um aparelho gerador de um tipo de energia chamado de radiofrequência (o termo completo é corrente elétrica em radiofrequência). Esta aplicação sobre os nervos faz com que ele diminua ou pare de transmitir os impulsos dolorosos.

    • É preciso anestesia geral? +

      Não. Apesar do procedimento precisar ser feito dentro do Centro Cirúrgico de um hospital, não é preciso ser submetido à anestesia geral.

    • Em que articulações é possível se fazer este tratamento? +

      Atualmente este tratamento é realizado nas articulações do joelho, ombro e quadril.

    • Em que tipo de situação se indica este tipo de procedimento? +

      É essencial que você tenha sido avaliado por um ortopedista e, por qualquer motivo, não seja possível ou desejável se realizar uma cirurgia ou implante de prótese e ao mesmo tempo você esteja sofrendo muito com a dor, mesmo fazendo o uso de medicações.

    • Este tratamento pode ser feito em pacientes que já foram operados? +

      Sim. Mesmo pacientes que foram operados (com artroscopia, endoscopia ou colocação de próteses) podem ser beneficiados com este tipo de tratamento para dor em articulações.

    • Mas então o tratamento apenas retira a dor da articulação? +

      A retirada da dor permite que você diminua sua dependência de medicações analgésicas (que podem até causar dependência) e anti-inflamatórias (que podem causar lesão em seus rins e estômago) e ao mesmo tempo alivia seu sofrimento e incômodo diário, permitindo que você faça a reabilitação com fisioterapia, musculação e Pilates de uma forma bem mais confortável e efetiva. Pacientes com dor têm dificuldade para fazer a reabilitação de forma consistente.

    • 1

    CLÍNICA DE NEUROCIRURGIA
    DOR DE COLUNA

    CONTATO


    +55 11 2532.1649 | +55 11 2532.1654


    consultorio.osaka@gmail.com


    Rua Adma Jafet, 50 Sala 101
    Cerqueira César - São Paulo | SP.


    SIGA A OSAKA